sábado, 19 de abril de 2014

Risoto de queijo Brie e alho poró



Ingredientes:
2 xícaras de arroz arbóreo
1/2 cebola média picadinha
Caldo de legumes
50 ml de vinho branco seco
150 g de queijo brie
1/2  talos de alho poró cortados em rodelas finas (reserve um pouco para decorar)
1/2 xícara de parmesão ralado (ou a gosto)
1 colher de manteiga
Cheiro verde a gosto, bem picadinho

Doure a cebola em um pouco de azeite e junte o arroz. Depois de refogado, adicione o alho poró e o vinho branco, mexendo até que o vinho evapore. Adicione o caldo de legumes, concha por concha, mexendo sempre. Quando o arroz estiver quase al dente, coloque o queijo brie e mexa até que incorpore ao risoto. Desligue o fogo e finalize misturando a manteiga e o cheiro verde. Servir logo em seguida, polvilhando com o parmesão.
( Regina Brandão)

Sanduíche de Atum Mata Fome

        Foto: www.destemperados.com.br

Sabe aquele dia que você chega em casa à noite, morrendo de fome e não tem nada preparado na geladeira? Esse sanduíche é uma ótima opção!

Ingredientes para 1 sanduíche:
3 fatias de pão de centeio, pão 7 grãos ou pão de forma comum
3 rodelas de tomate
3 rodelas de pepino
2 folhas de alface
2 colheres de sopa de cenoura ralada
3 colheres de sopa de atum em conserva
maionese à gosto
2 fatias de queijo prato ou mussarela
Sal e pimenta, se necessário
azeite à gosto
cheiro verde à gosto

Dica: se não tiver algum ingrediente, pode-se substituir por outro. Faça do seu jeito, faça do seu gosto. Sugestões: beterraba ralada, requeijão cremoso, passas, agrião, milho, azeitona, etc.

Modo de Fazer:
Primeiro, faça uma pasta com o atum, a maionese, azeite e cheiro verde. Misture e reserve.


Pegue uma fatia de pão, coloque a mussarela, uma camada do creme de atum, rodelas de pepino e um pouco de cenoura ralada. Coloque outra fatia de pão por cima. Coloque outra fatia de mussarela, passe outra camada de creme de atum, depois a cenoura, o alface e tomate. Cubra com a última fatia de pão. Embrulhe em filme plástico e servir.

terça-feira, 15 de abril de 2014

Panqueca Assada de Espinafre e Ricota


Vi essa panqueca em um programa de TV e quis compartilhar com vocês. Acho que é uma ótima opção leve e saudável para servir na quaresma. Fica muito gostosa, é fácil de fazer e rende bem. Eu faço uma parecida, dá uma olhadinha na minha receita de Panqueca Verde

Fonte Cozinha Prática - GNT (parece uma receita grande e difícil, mas é porque está bem explicadinha!)

Então, vamos ver os Ingredientes:

Para a massa:
Ingredientes:
1½ xícara (chá) de leite
1 xícara (chá) de farinha de trigo
2 ovos
1 colher (chá) de sal
Manteiga ou óleo de soja para untar

No liquidificador, junte o leite, a farinha de trigo, os ovos e o sal. Bata até a mistura ficar lisa. Deixe descansar no próprio copo do liquidificador por no mínimo 20 minutos até 1 hora, em temperatura ambiente. Enquanto isso, prepare o recheio. Depois do tempo do descanso da massa (e com o recheio já pronto), aqueça uma frigideira antiaderente, de fundo grosso, de cerca de 22cm de diâmetro, e espalhe um pouquinho de óleo ou de manteiga. Dê uma boa mexida na massa. Com a mão direita (se você não for canhoto!), levante a frigideira e com a outra, regue a massa com uma concha média — que também serve de medida.


Faça um movimento circular com a frigideira de modo a cobrir todo o fundo. Coloque a frigideira sobre o fogo baixo e, quando as bolhas começarem a aparecer, com auxílio de uma espátula de borracha, vire a massa para dourar do outro lado. O processo todo leva menos de 3 minutos por disco. Transfira para um prato, espalhe mais um pouquinho de manteiga ou óleo na frigideira e repita o procedimento, até terminar a massa. Rende de 10 a 12 discos.

Para o recheio:
Ingredientes:
500g de ricota fresca
1 maço de espinafre fresco
1 dente de alho
¼ de xícara (chá) de uvas-passas brancas (opcional)
¼ de xícara (chá) de rum (opcional)
1 colher (sopa) de azeite
Sal (a gosto)
Pimenta-do-reino (a gosto e moída na hora)

Lave o maço de espinafre sob água corrente. Separe as folhas e deixe de molho por 10 minutos em água com solução desinfetante ou vinagre. Reserve os talos para outra preparação (picado e refogado fica ótimo). Numa tigelinha, misture as uvas-passas com o rum para hidratar. Reserve. Descasque e pique fino o dente de alho. Reserve. Numa tigela grande, amasse a ricota fresca com um garfo. Tempere com sal e a pimenta-do-reino moída na hora. Leve ao fogo médio uma frigideira antiaderente. Enquanto ela aquece, transfira as folhas de espinafre para uma peneira — assim, as eventuais sujeirinhas ficam no funda da tigela com a água. Coloque as folhas na frigideira e vá mexendo aos poucos, até que estejam macias — mas não totalmente murchas.

Transfira as folhas de volta para a peneira e pressione para retirar o excesso de água. O espinafre vai ficar mais crocante. Volte a frigideira ao fogo baixo, regue com um fio de azeite e junte o alho picado. Misture bem, sem deixar dourar, e tire a frigideira do fogo. Isso é importante para não ter perigo de o álcool pegar fogo e você se queimar. Junte as passas hidratadas e o rum. Volte ao fogo e misture até a bebida secar. Desligue o fogo e junte as folhas de espinafre. Tempere com o sal, pimenta-do-reino e misture o refogado à ricota amassada na tigela.


Para o molho branco:
1 litro de leite gelado
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de manteiga
Noz-moscada ralada
Sal (a gosto)
Pimenta-do-reino (a gosto e moída na hora)

Numa panela grande, derreta a manteiga. Junte a farinha e mexa vigorosamente com a colher de pau, por cerca de 2 minutos. Essa misturinha é chamada de roux e serve para engrossar molhos em geral. Coloque o leite gelado de uma vez e, com a ajuda de um batedor de arame, misture bem, até levantar fervura. Abaixe o fogo e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos, mexendo de vez em quando. No fim, tempere generosamente com noz-moscada, sal e pimenta-do-reino moída na hora.

Para a montagem:
Ingredientes:
¼ de xícara (chá) de nozes picadas
¼ de xícara (chá) de queijo parmesão ralado
Folhas de salsa fresca (a gosto)
Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média). Coloque cerca de 2 colheres (sopa) do recheio na ponta da última panqueca da pilha. Enrole pressionando para que o recheio fique firme. Transfira para um refratário grande e repita o procedimento com os outros discos de panqueca. Regue as panquecas com cerca de ¾ do molho branco. O restante pode ser servido à parte. Salpique com as nozes e com o queijo parmesão ralado. Leve ao forno por cerca de 15 minutos ou até o molho começar a borbulhar e dourar. Sirva com as folhas de salsa fresca.

sábado, 12 de abril de 2014

Lasanha de Bacalhau para Páscoa


A semana Santa já está chegando... Que tal preparar um prato especial para a família?

Ingredientes:
500 gramas de bacalhau pronto para consumo (demolhado, cozido e desfiado)
½ xícara (chá) de azeite.
1/2 pimentão verde cortado em fatias
*2 xícaras de brócolis já cozido (retire o cabinho, deixe só as flores)
    *pode ser substituído por espinafre aferventado e picado
1 cebola picada.
1 alho-poró cortado em fatias finas (só a parte branca).
5 tomates sem pele e sem sementes picados
100 ml. de azeitonas picadas (verdes ou pretas).
Sal e pimenta a gosto.
400 gramas de massa para lasanha pré-cozida.
500 gramas de queijo mussarela ralado.
O quanto baste de queijo parmesão ralado


Molho de bacalhau:
2 colheres (sopa) de cebola ralada.
1 colher (sopa) de manteiga ou margarina.
3 colheres (sopa) de farinha de trigo ou amido de milho.
1 cubinho de caldo de frango (ou 1 colher de sobremesa de caldo líquido Knorr)
700 ml de leite.
50 gramas de queijo mussarela ralado.
2 colheres (sopa) requeijão.

Modo de Fazer:
Na panela, aqueça o azeite, refogue a cebola, o pimentão e o alho-poró até murchar. Junte os tomates, o bacalhau, azeitonas, tempere a gosto e reserve.

Molho branco:
Derreta a manteiga e refogue a cebola.
Junte a farinha de trigo dissolvida no leite, o caldo de frango e mexa até encorpar. Agregue o requeijão e mexa até derreter.


Montagem:
Em um refratário, intercale em camadas o molho branco, as tiras de lasanha, molho de bacalhau, mussarela, brócolis, outra camada de tiras de lasanha e vá repetindo a sequência. Finalize com mussarela e molho. Polvilhe queijo parmesão ralado e leve ao forno por aproximadamente 20 a 30 minutos para gratinar.
Sirva a seguir. 

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Gastronomia Mineira


Turismo e gastronomia caminham juntos na tentativa de encantar os visitantes e conquistá-los pelo sabor. A gastronomia mineira é uma das manifestações culturais mais expressivas do Estado. Bastante reconhecida, a culinária típica de Minas Gerais é referência tanto para o turista nacional quanto para o visitante internacional. A Secretaria do Estado de MG disponibilizou em seu site, um livro de receitas mineiras em PDF. Acesse o link para baixar: http://media.wix.com/ugd/909989_59a059a2ed084879afbdc59c82ff986c.pdf





Creme Gelado tricolor

      Fotos: Ana Paula Nic. Barbosa

Sou apaixonada por morangos e chocolates, isso não é novidade. E quando uma simples receita consegue juntar tão bem essas duas tentações, aí não tem como evitar...

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 lata de leite (medida da lata de leite condensado)
1 gema (dissolvida no leite acima)
1 colher/rasa de sopa de açúcar
2 colheres de amido de milho
6 colheres de Ovomaltine (ou mais, à gosto
4 gotas de essência de baunilha
1/2 caixa de morangos fatiados em rodelas

Modo de Fazer:
Em uma panela despeje o leite condensado, o leite, o amido de milho e a essência de baunilha
Mantenha em fogo baixo e mexa até engrossar
Desligue o fogo


Prepare as 8 tacinhas de vidro
Separe metade da quantia do creme branco para preencher o fundo das taças.
Faça isso com auxílio de uma concha, coloque cerca de 1 cm de creme em cada taça
As fatias de morango devem ser colocadas nas laterais das taças, por toda extensão, logo após o creme branco ser servido


À outra metade do creme, despeje o Ovomaltine e leve ao fogo baixo até que o mesmo dissolva (isso é bem rápido)

Logo que o Ovomaltine dissolver ao creme, siga o mesmo procedimento do creme branco
Para finalizar, coloque as pontinhas dos morangos.  Polvilhe Ovomaltine só na hora de servir, para ficar crocante. Quando fiz essa receita, coloquei o Ovomaltine junto com o creme e levei para gelar. Quando fui servir, tinha derretido e ficou uma mancha marron por cima. Não gostei, por isso é melhor colocar só na hora de servir...
Fonte  adaptada: Tudo Gostoso

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Gelatina em pó X Gelatina em Folha: existe diferença?



Provavelmente a primeira coisa que vem à mente quando alguém menciona que uma receita leva gelatina, dá uma insegurança quanto ao preparo ou a quantidade ideal. Agora mesmo, estava preparando uma mousse de coco e quando vi, não tinha gelatina em pó. Sem problemas, usei a de folhas mesmo! E dá certo, gente, não tenham medo...

Aproveitando, já completo esse assunto com algumas dicas simples, mas que fazem  a diferença final a receita:

•A embalagem fechada de gelatina tem um bom prazo de validade, desde que armazenada em um lugar fresco e seco.

• Mantenha os pratos de gelatina refrigerados até a hora de servir para manter seu estado gelatinoso.

• Não adicione frutas frescas ou congeladas à gelatina. As frutas tipo abacaxis, figos , kiwis , goiabas, contêm uma enzima que quebra o efeito da gelatina, fazendo-a perder suas propriedades de espessamento. O ideal é cozinhar a fruta em calda primeiro, para depois empregar na receita.

• Para evitar aglomeração, a gelatina sem sabor tanto a em pó como a de folhas,  deve ser misturada com um pouco de água fria primeiro por 3 a 5 minutos para umedecer e separam antes de adicionar água quente.


Eu faço assim: para cada embalagem de gelatina, coloco 5 colheres de água fria em um recipiente. Deixo ali em descanso por uns 5 minutos. Depois, coloco mais 5 colheres de sopa de água e levo ao microondas por 10 segundos, só para amornar. Retiro e misturo bem. Pronto, está dissolvida e já pode ser utilizada.  


• As embalagens são compatíveis para sobremesas de 500 ml. de líquido. Porém, vai aí uma dica: ao preparar gelatina em folha, pique bem pequenininho antes de usar a água, que vai dissolver por igual.

• Açúcar demais pode inibir a gelatinização.

• A firmeza varia na proporção de água para a gelatina e a temperatura. O ideal é seguir as instruções da receita ou da embalagem.

• Gelatina leva o dobro do tempo para dissolver quando usado direto com creme ou leite. Prefiro dissolver à parte em água e depois acrescentar ao creme de leite.


• Para gelatina desenformar facilmente, basta lavar a forma com água fria antes de despejar. Uma boa dica para desenformar é mergulhar a forma em água morna (não quente) para a profundidade da gelatina para 5 a 10 segundos, solte as bordas com uma faca ou espátula, e desenforme. Retorne à geladeira por 20 minutos para refirmar.  Ou então, no caso de mousses salgadas, pode-se untar com um pouco de óleo.

• Não deixe ferver a gelatina por completo ou corre o risco de perder suas propriedades de espessamento .

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Somos um TOP BLOG!

Valeu a pena... Cada voto que vocês deram contaram muito, obrigado a todos que foram lá, clicaram e votaram! Olha aí o resultado dessa nossa parceria!



Conheça as Várias Utilidades da Babosa (Aloe Vera)



Você sabia? Existem muitas maneiras de usar Babosa (aloe vera):

- Massagem corporal relaxante: corte a folha longitudinalmente e usar os lados internos como uma esfoliação corporal biodegradável no chuveiro.
- Tratar pequenos incidentes na cozinha, respingos de gordura ou utensílios quentes.
- Ótimo para clarear contusões (aqueles roxos que dão na pela quando batemos em algum lugar) .
- Aliviar e curar queimaduras. Contém propriedades de resfriamento semelhante ao mentol.
- Para picada ou coceira de picadas de insetos.
- Aliviar erupções misteriosas.
- Ajuda a curar o aparecimento de herpes.
-Ajuda a curar o pé de atleta.
- Coloque sobre bolhas para o alívio rápido.
- Use como um antídoto para as reações alérgicas na pele.
- Substitua cremes e loções como um hidratante para a pele seca geral. Aloe é de rápida absorção!
- Prevenir espinhas e tratar a acne.
- Evitar cicatrizes e estrias.
- Encolher verrugas.
- Sinais de envelhecimento da pele e rugas. Cleópatra usava!
- Diminuir a pigmentação e manchas escuras.
- Acelerar o crescimento do cabelo massageando aloe no couro cabeludo, deixando-a descansar por 30 minutos e enxaguar.
- Reduzir caspa cabelo, misturando o suco de Babosa com leite de coco. Massagear no couro cabeludo e enxaguar.
- Ferva as folhas em uma panela com água e respire o vapor para aliviar a asma.
Fonte: http://health.howstuffworks.com/

Artes, Frases e Cartazes

       






Veja também os outros cartazes, eles estão lá na página do Facebook:  www.facebook.com/nacozinhadamargo



            


                       


                      


                      




         
 

             

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Bacalhau com Lâminas de Batatas



Ingredientes:

1/3 xícara (chá) de azeite
1 colher (sopa cheia) de alho picado
500 g de bacalhau dessalgado,cozido e desfiado
½ cebola fatiada (60 g)
½ pimentão vermelho cortado em tiras finas (40 g)
½ pimentão amarelo cortado em tiras finas (40 g)
sal e salsinha picada a gosto
6 batatas médias cortadas em lâminas e temperadas com sal e pimenta do reino (+/- 1 kg)

Modo de Preparo

1°- Coloque numa frigideira 1/3 xícara (chá) de azeite e 1 colher (sopa cheia) de alho picado e leve ao fogo médio até o alho dourar.
Adicione 500 g de bacalhau dessalgado, cozido e desfiado e refogue bem até secar o bacalhau (+/- 10 minutos). Acrescente ½ cebola fatiada, ½ pimentão vermelho cortado em tiras finas, ½ pimentão amarelo cortado em tiras finas, sal e salsinha picada a gosto e refogue levemente (+/- 1 minuto). Retire do fogo.
Numa panela (18 cm de diâmetro X 8 cm de altura) antiaderente untada com bastante manteiga forre o fundo e as laterais com as lâminas de 6 batatas (já temperadas com sal e pimenta do reino moída a gosto).
Faça outra camada de batata tampando os buracos da camada anterior e forrando novamente o fundo e a lateral.



Faça mais uma camada sobrepondo as lâminas de batatas anteriores. Repita o procedimento. No total são 5 camadas de lâminas de batata forrando fundo e lateral da panela e tampando todos os buracos para o recheio não vazar. Adicione o bacalhau refogado (feito acima), alise a superfície e cubra o recheio com o restante das batatas laminadas.
Tampe a panela e leve ao fogo médio por 25 minutos, olhando de vez em quando para que a batata não doure demais. Desligue o fogo.
Retire a tampa da panela, coloque um prato de servir sobre a panela como se fosse uma tampa e vire a panela sobre este prato, desenformando a preparação. Sirva em seguida com salada verde.

Dica:
Pode ser feita com recheio de carne moída refogada, frango (cozido e desfiado) com requeijão, legumes cozidos.
Fonte: Ana Maria Braga - Assista ao vídeo AQUI